Costelão Assado lentamente…Diversão pura!

Resultado depois de 6 horasTempo é algo que aparentemente não temos muito a nossa disposição. Encontrá-lo é uma dificuldade tão grande que mesmo quando o achamos não temos mais paciência para usá-lo. Esse ritmo urbano moderno se embrenhou de tal forma na nossa vida que nem mesmo quando cozinhamos por prazer, para relaxar, conseguimos pensar em fazer algo que leva tempo. Mesmo dentro desta loucura e correria diária eu sempre tenho guardada a vontade de cozinhar algo que leve tempo e que exija mais paciência do que técnica.

Num feriado desses acordei bem cedo e disposto a curtir estes momentos de cozimento lento… Já estava planejando isso há algum tempo e por isso havia em minha geladeira um pedaço de costela bovina com 3 ripas de osso e cerca de uns 3kg. O sal, o carvão e a lenha estão sempre por lá, prontos a entrar em ação, e dessa vez eles também começaram cedo.

Minha nova filinha estava com quase 1 mês de vida neste dia e, por razões obvias, nos acordara antes do sol nascer. Aproveitei a última mamada e, depois de ajudar minha esposa, resolvi não voltar pra cama e ir pra varanda acender o fogo. Isso foi pouco antes das 7 horas da manhã e a rotina que se seguiu foi uma delicia…

Acendi o fogo e enquanto a brasa esquentava fui buscar a costela. Salguei ela bem e coloquei para assar na opção mais alta que eu tinha. Usei carvão para acender o fogo mas coloquei lenha de eucalipto também. Depois do fogo aceso só completei com lenha até o final.

Costelão as 7 horasNas primeiras duas hora a costela ficou lá no alto, com os ossos para baixo sem que ninguém tocasse nela. Enquanto isso eu tomei um belo chimarrão (para entrar no clima) e preparei o café da manhã da turminha…


Costelão as 9 horasDuas horas depois completei o fogo com mais lenha (acabou fazendo muita fumaça mas pelo menos o cheiro era ótimo) e desci um nível a carne. Mais duas horas se passaram e enquanto isso eu fui pro parquinho com as crianças!


Costelão 11 horasDepois de duas horas brincando nós subimos e eu mais uma vez aumentei o fogo e desci a carne para o nível mais baixo. Ainda sem virá-la. Fui dar banho nas crianças e começar a ajeitar o restante do almoço.


Costelão as 13 horasDuas horas depois, lá prás 13 horas, aumentei o fogo novamente, virei a carne para dar uma dourada, terminei de preparar o risoto de funghi e coloquei umas verduras para grelhar. Arrumamos a mesa e às 13:30h servi a minha família este delicioso almoço.

 Comemos muito, conversamos, rimos e nos divertimos. Um almoço lento e delicioso que deve se repetir sempre!

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s