Como eu faço Risoto Milanés

20120813-165444.jpg

Essa receita é o que eu chamo de Risoto de nada. É a receita básica para se fazer qualquer Risoto. Com base nela, durante o cozimento basta acrescentar os “recheios” e o prato fica ótimo. É claro que alguns recheios exigem cuidados especiais e preparações prévias, como por exemplo, dessalgar um bacalhau antes de misturá-lo ao arroz.

Mas vamos ao básico:

Ingredientes:

Água
Caldo de carne, galinha, peixe ou legumes
Arroz arbóreo ou carnarolli
Manteiga de leite
Cebola
Vinho branco seco
Queijo parmesão

  1. Coloque a água para ferver com o caldo que for combinar mais com o “recheio”. Na dúvida use o de carne, a chance de acertar serão maiores. Normalmente coloco uns 2 litros de água para cada 250gr. de arroz. Outra coisa importante nesta etapa é usar o caldo que você mais gostar caseiro ou industrializado experimente de várias maneiras.
  2. Pique a cebola bem picadinha. Às vezes uso o processador de alimentos para facilitar, mas alguns puristas podem se ofender, portanto se fizer isso faça antes das visitas chegarem e não deixe rastros.
  3. Coloque a manteiga para derreter em uma panela grande, mesmo se for fazer pouco fica mais fácil de trabalhar.
  4. Acrescente a cebola e deixe ela cozinhar um pouco até ficar meio transparente.
  5. Coloque o arroz e misture bem deixando ele dar um leve fritada. Isso ajuda a deixá-lo mais cremoso no final.
  6. Jogue o vinho no arroz. Eu costumo colocar até molhar todo o fundo da panela, o que deve ser, para 259gr de arroz, uns 100ml. Misture bem o arroz até o cheiro forte do álcool sair.
  7. Coloque no arroz algumas conchas do caldo fervendo e vá mexendo e completando a água até ficar no ponto “al dente”. Ou seja, depois de uns 15 minutos comece a experimentar comendo alguns grãos até ele estar macio o suficiente para se mastigar sem grandes esforços.
  8. Desligue o fogo e misture uma colherada, de sobremesa, de manteiga e o queijo parmesão ralado. Não compre aqueles ralados finos, segundo eu aprendi ele deixa um ranço na garganta. O ideal é comprar um pedaço e ralar em casa. Quanto mais queijo mais cremoso e mais salgado, vá testando e encontre seu ponto!

O ideal é cozinhar e servir rapidamente. Quando o Risoto esfria o queijo endurece e ele fica um arroz grudado demais. Normalmente eu preparo tudo antes da hora do jantar e começo a dourar a cebola na frente das visitas. O processo, daí em diante, nunca demora mais de 20 minutos.

Para fazer o delicioso Risoto Milanés basta, durante o processo de mexer e acrescentar o caldo, colocar o Açafrão Espanhol verdadeiro. Ele custa o olho-da-cara mas rende muito, então para meio quilo de arroz você pode usar apenas 0,25 gramas. Isso mesmo, 1 grama de açafrão faz 2 quilos de Risoto!

O Risoto que eu fiz para ilustrar essa receita foi assim, de açafrão, simples e gostoso. E para não perder a oportunidade de um jantar chique com a esposa ele acabou acompanhando um Maminha na panela de pressão que é uma delicia!

20120813-165502.jpg

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s